Não é o que parece....

video

Concurso "Meu Pet no Calendário 2011"


Seu cão ou o seu gato poderá estrelar no Calendário TRIPOLI 2011.

Se você participou do concurso de 2010 e o seu pet não foi escolhido, agora é a sua chance.

Se você não participou, agora poderá participar.

Cadastre-se na Rede Tripoli – www.rede.tripoli.com.br e envie uma foto do seu cão ou gato no comentário do blog e boa sorte !

Esquecido em carro, cão toca buzina para pedir ajuda.

Donna Gardner esqueceu 'Max' no veículo após passeio.
Caso curioso ocorreu em cidade do estado da Pensilvânia.

Do G1, em São Paulo

Esquecido dentro de um carro, um cachorro da raça labrador tocou a buzina para pedir ajuda em Upper Macungie Township, no estado da Pensilvânia (EUA), segundo reportagem da emissora de TV "WFMZ".

Donna Gardner com seu cão de estimação 'Max'. (Foto: Reprodução/WFMZ)Depois de sair com o cão chamado "Max", a norte-americana Donna Gardner esqueceu de retirar o animal do veículo quando voltou para casa.

Cerca de uma hora depois, ela ouviu o barulho da buzina e saiu para olhar o que era. Com não viu ninguém, ela voltou para dentro de casa. Mas, em seguida, ela ouviu novamente a buzina. Quando abriu a porta, Donna Gardner viu o cão sobre o volante.

Cadelinha para adoção.


Esta linda cadelinha de nome MEL uma West Terrier (mascote do IG) com aproximadamente 8 anos e pedigree (Canil Duas Fazendas, Fortaleza-CE), está sendo doada, por uma serie de problemas na familia em que ela vive.



Quem se interessar por ela entrar em contato:

E-mail: alcsantos@gmail.com
Telefone de contato: 81 82313200

Lindos filhotes SRD foram adotados no MPColina.

Foguete nos braços da sua família humana e seguindo para sua nova casa em Afogados;

Rabito, nos braços do seu orgulhoso guardião e a caminho do doce lar em Areias;


e Valentina, um pouco mais crescidinha, ao lado de sua família no bairro do cordeiro;

Aos três, Foguete, Rabito e Valentina, muitas felicidades! Amamos vocês!

Fonte: Simone Sales- Presidente do MPColina

www.mpcolina.com

Artigo: A carrocinha

Publicado no jornal do comercio em 26.08.2010

Marcus Accioly
marcusaccioly@terra.com.br


Recordo uma cantiga de infância, também cantada no Colégio Americano Batista e nas reuniões sociais das igrejas presbiterianas, chamada - A carrocinha. Cantávamos, meninos e adolescentes: "A Carrocinha pegou/ três cachorros de uma vez/ trá-lá-lá, que gente é essa?/ trá-lá-lá, que gente má". A cantiga se repetia como um refrão dividido e, na parte final, sofria um revezamento melódico que alternava o "trá-lá-lá" com "ai-ai-ai" ou "au-au-au". Jamais, adolescentes e meninos, pudemos perceber a dor dessa cantiga. Recentemente voltei a ouvi-la e não vou esquecê-la nunca mais. Decerto que já não era a mesma música dos meninos e adolescentes que fomos. Demorei-me, perplexo, sem entender como aquele horror se traduziu em um estribilho feliz. Quem inventou aquilo? Como poderia soar alegre uma modinha tão triste? Foram mexer na minha infância e na minha adolescência. Ah, foram remexer minhas lembranças! Era uma monstruosidade o que cantávamos. O "ai-ai-ai" ou "au-au-au" eram gritos, que ouvi (e vi) ao vivo, dos cachorros na Carrocinha. Só agora posso indagar de verdade: "Que gente é essa?" E suspirar sem alívio: "Que gente má". Pensa o leitor que me tornei piegas? Não, estou, sim, indignado, com o que fizeram ser uma canção.

Estava às portas do ano 2000 - às vésperas do terceiro milênio - quando (procurando uma cadelinha desaparecida) descobri que o ex-matadouro dos Peixinhos, em Olinda, Pernambuco, continuava em pleno funcionamento, passando de matadouro de bois (apesar do disfarce recente do nome - "Nascedouro") para campo de concentração de animais e corredor da morte de cães, no abominável Centro de Vigilância Animal. Com um instrumento de tortura chamado cambão (uma espécie de pré-enforcamento) o CVA realizava a diabólica tarefa de laçar, na rua, cachorros vagabundos para matar. Vagabundos? Sim, como Walt Disney - que comoveu o mundo com A Dama e o vagabundo - como Jack Kerouak - que escreveu Os vagabundos do Drarma - como Eduardo Galeano - que escreveu Vagamundo - como Chaplin - que, sendo gênio, se inventou Carlitos, o maior vagabundo do planeta - como Baudelaire - nos seus Pequenos poemas em prosa: "Eu canto os cães desgraçados, sejam aqueles que erram, solitários, nas barrancas sinuosas das cidades imensas, sejam aqueles que disseram ao homem abandonado, com olhos pestanejantes e espirituais: - "Leva-me contigo, e das nossas duas misérias talvez venhamos a fazer uma espécie de felicidade!""

Dez anos após, potencializaram-se as estatísticas: só em 2009 foram mortos seis mil cães no Recife. Trata-se de verdadeiro cinocídio. Os médicos que ordenam e executam tal tarefa (que fizeram o Juramento - Médico Veterinário - de hipócritas) mexem-se como lesmas da náusea e lagartas do ódio. O prefeito João da Costa convocou, ao seu gabinete, instituições públicas e privadas, determinando prazo para resolver o problema. Recente Lei, do deputado André Campos, aprovada - à unanimidade - pela Assembleia Legislativa, proíbe a prática da eutanásia nos centros de controle de zoonoses e canídeos do Estado. Diz a Declaração dos Direitos Humanos - "Os direitos do animal serão defendidos por lei, como os Direitos do Homem" - e o Decreto Federal que estabelece medidas de proteção aos animais do Brasil: "Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus representantes legais e pelos membros das Sociedades Protetoras de Animais". Por que estamos tão desassistidos?

Cito Isaías (66-3) - "O que mata um boi é como o que fere um homem, o que sacrifica um cordeiro, como o que degola um cão" - e Leonardo da Vinci - "Chegará o dia em que todo homem conhecerá o íntimo de um animal. E neste dia, todo crime contra o animal, será um crime contra a humanidade". Afinal, cito Humboldt: "Pode-se avaliar o grau de civilização de um povo pelo modo que esse mesmo povo trata seus animais". Logo, em matéria de civilização, nós estamos ainda na barbárie.

» Marcus Accioly é poeta

Animais em família.

Fotógrafo mostra vida de animais em família




O fotógrafo de vida selvagem sul-africano Steve Bloom está lançando seu mais recente trabalho, um livro de fotografia para crianças com idade entre sete e 11 anos.



My Favourite Animal Families (Minhas Famílias Animais Favoritas, em tradução livre), traz fotos de 14 espécies diferentes em 70 páginas e explora a semelhança de comportamento entre animais e humanos.

Com texto do autor infantil David Henry Wilson, o livro detalha as particularidades de cada espécie e seu comportamento em família, como o orangotango, por exemplo, que tende a passar entre seis e sete anos com a mãe antes de ir "morar sozinho".

A obra, publicada pela editora Thames & Hudson, reúne 14 anos de trabalho do fotógrafo, baseado na Grã-Bretanha, e traz imagens de vários continentes, variando entre savana, selva e Antártida.



Ao todo são 70 fotografias de 14 espécies de animais, escolhidas para mostrar a variedade de tipos de famílias em diversos ambientes,como esta leoa com seus filhotes, tirada na reserva Masai Mara, no Quênia

O AMOR é lindo.....

A fotógrafa amadora britânica Anne Young registrou imagens da relação inusitada entre os dois animais

Foto: Anne Young/solent /BBC Brasil

Um macaco selvagem surpreendeu turistas que visitavam um parque florestal na Indonésia ao adotar um gato como "animal de estimação".

A fotógrafa amadora britânica Anne Young registrou imagens da relação inusitada entre os dois animais, quando visitava a floresta na ilha de Bali.

Em entrevista a jornais britânicos, a fotógrafa relata que viu o gato e o macaco passarem mais de 30 minutos juntos.

O macaco macho chegou a tentar proteger o gato da própria fotógrafa, quando ela se aproximou para registrar as imagens.

Uma estoria triste- Esclarecimento.


Na semana passada publiquei um post sobre o morador de rua de São Paulo, Rogerio, e seus cães. Foram inúmeras manifestações de surpresa, atenção e ajuda que recebemos, mas, infelizmente, os fatos são mais graves.

Lamento decepcioná-los, mas é com muita tristeza e sensação de impotência que transmitimos esse e-mail enviado pela Priscila, uma cidadã consciente que levou o caso do Rogerio à uma Entidade protetora de SP , a ABEAC, que se prontificou a ajudá-lo, e vejam o final da estoria:


À todas as pessoas que por bondade e amor aos animais e esperança por um mundo melhor doaram seu tempo, sua dedicação, seus pertences (roupas, objetos, utensílios, entre outros), seu dinheiro.

É com muito respeito que agradeço à todos por sua dedicação em ajudar a esta causa que nós abraçamos com amor e esperança que foi a do Rogério.

Nós realmente acreditávamos na pessoa deste moço que demonstrou seu imenso amor pelos seus cães, todos saudáveis e muito dóceis.

Presenciei como também já conversei com muitas pessoas que também presenciaram atitudes de amor e sacrifício em prol dos cães.

Entretanto, queremos comunicar que o trabalho que partiu de mim Priscila, de amigos como Marcelo, Daniela, Totó, Fernando e que nos levou a Marli (ABEAC) pessoa que abriu seu coração e as portas da Associação por esta causa, todos amantes dos nossos amigos peludos e dispostos à mudar, mesmo que um pouco, este cenário de sofrimento que convivemos e vemos todos os dias pelas ruas e pelas calçadas, infelizmente não teve um final feliz e tão esperado por todos que de alguma forma se envolveram nesta causa.

Dia 02/08/2010

No mesmo dia ele iniciou suas atividades na ABEAC e se uniu aos seus 10 cães.

Dia 15/08/2010- Retorno do Rogério às ruas de São Paulo, juntamente com a sua carroça e pertences.

Devido a problemas de alcoolismo o Rogério passou a semana consumindo álcool nos horários de almoço, depois soubemos que até chegou a trocar algumas doações por bebida e no dia 14/08/2010, sábado, ele foi ao bar após o expediente e bebeu mais uma vez arrumando briga com os morados da região, usando xingamentos e demonstrando total descontrole emocional, os rapazes iam dar uma surra nele, mas por sorte o encarregado da ABEAC, desconfiado, foi atrás dele no bar e intercedeu, caso contrário o Rogério poderia estar no hospital uma hora destas, então o Danilo (encarregado) mandou que ele voltasse para casa, ele foi e voltou novamente para o bar pra tirar mais satisfação, foi quando ele começou a ameaçar a todos e empurrar o encarregado que tentava acalmá-lo, neste momento os rapazes estavam em frente à ABEAC querendo ainda bater no Rogério que provocava ainda mais e começou a ameaçar a todos.

Como na ABEAC moram duas famílias com crianças pequenas, não foi permitido que ele retornasse para lá e também por colocar em risco a segurança de todos os mais de 300 cães que vivem na Associação.

Não seria possível trazer tamanha inimizade e raiva dos moradores locais para dentro dos portões.

O Rogério é alcoólatra, porém sempre bebeu a noite então sempre que íamos vê-lo ele não estava mais sob efeito, apenas uma única vez em mais de 1 ano eu o presenciei alcoolizado.

Agora nós entendemos porque realmente ele apanhava tanto na rua, porque ele era atropelado, porque era ameaçado de morte, levando nos últimos meses um de seus cães a ser esfaqueado e sobreviver e outro que pelo mesmo motivo não resistiu e morreu.

Ele implorava ajuda nos últimos tempos, pedia para arrumar um emprego pra ele, qualquer oportunidade de sair de lá mesmo sem salário, pediu para tirar seus cães de lá que a vida dele não importava mais, ele pediu ajuda, então eu pensei, ele quer ser ajudado, então agora fica mais fácil tirá-lo finalmente desta condição.

Acreditamos que agora havia acendido nele uma vontade verdadeira de sair das ruas e mudar o curso da sua vida.

Mas o vício do álcool e sua vivência de mais de 40 anos nas ruas foi mais forte do que imaginávamos e realmente gostaríamos.

Com tudo isto nós escolhemos a segurança dos nossos amigos cães, que possuem este amor incondicional que não enxerga cor, credo, riqueza ou pobreza, eles simplesmente estão lá com os seus rabos abanando pedindo para serem amados e para amar incondicionalmente, trocam um prato de comida por carinho e comem com voracidade quando estão ao lado de quem amam.

E sabendo de tudo isto também decidimos, juntamente com a Marli, que os cães permanecessem na Associação, pois não precisam sofrer as consequências de atitudes irracionais que o homem ainda hoje teima em ter.

http://www.abeac.org.br/

http:abeacspblogspot.com

Novas recomendações da WSPA

A importância da notificação

Os médicos veterinários orientam a todos notificarem aos órgãos de saúde e vigilância sanitária de seus municípios, sobre qualquer efeito colateral que o animal tenha apresentado, mesmo os mais leves, como apatia ou febre. Em caso de óbito, é muito importante obter pareceres médicos-veterinários e laudos necroscópicos que deverão ser também encaminhados a estes órgãos.

A WSPA Brasil sugere um programa permanente de notificações, com um help line ou website onde os veterinários privados e os que trabalham nos CCZs e/ou CVAs, possam reportar os efeitos colaterais e as reações adversas comuns ou incomuns apresentadas durante as campanhas. Haveria assim a unificação e a compilação dos dados nacionais destes informes como já existe em outros países. Medida esta que ajudaria muito nas investigações e na prevenção de graves ocorrências.

WSPA a favor da suspensão temporária


Cientes da importância do Programa de Raiva, que distribui gratuitamente a vacina em todo Brasil e dos resultados satisfatórios principalmente no controle da raiva canina, que está perto de ser erradicada, a WSPA Brasil receia que este fato abale a confiança da população nesta tão importante campanha. E que a adesão a futuras campanhas diminua, trazendo graves prejuízos a médio e longo prazos.

A WSPA Brasil, em nome de suas 103 afiliadas de todo o país, manterá contato com o Ministério da Saúde e com a empresa BIOVET, procurando esclarecimentos quanto às possíveis causas destes graves acontecimentos. E principalmente solicitando providencias urgentes para que não ocorram mais adversidades nos outros estados onde a vacinação ainda não se iniciou ou ainda não foi suspensa.

Desta forma e diante de todos esses fatos, a WSPA Brasil sustenta como ação preventiva a suspensão temporária da vacinação em todo território nacional, até todas as investigações serem concluídas e o problema solucionado, assegurando o bem estar dos animais e a credibilidade das futuras vacinações que ajudarão no controle desta terrível zoonose.

Fonte: WSPA

WSPA pede suspensão temporaria de Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica por problemas no Sudeste

Ocorrências como convulsões, falta de ar e até óbitos preocupam os donos de cães e gatos.

Nas últimas semanas centenas de animais que receberam a vacina antirrábica nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram graves sintomas adversos como convulsões, falta de ar, tremores e falta de apetite. Infelizmente alguns animais vieram a óbito, assustando a população e fazendo com que a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo suspendesse temporariamente a campanha em todo o estado.

Na capital paulista, das 567 reações notificadas entre os últimos dias 16 e 17, 38% foram consideradas reações adversas graves como falta de ar, episódios convulsivos e hemorragias. Nesse período, foram imunizados 121.691 animais em toda a cidade de São Paulo. Em Guarulhos, houve 40 reações adversas entre os 42.860 animais vacinados entre 9 e 13 de agosto, chegando a um índice de reações adversas de aproximadamente 10% dos animais vacinados.

Até agora foram notificados ao Ministério da Saúde nove óbitos, sendo 2 na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, 4 casos nos municípios de São Paulo/SP e 3 casos em Guarulhos/SP em um total de 309.031 animais vacinados (cães e gatos). Porém, de acordo com informações não oficiais, há um número muito maior de casos não- notificados, que podem significar um aumento nos índices já registrados.

Vacina em cultivo celular utilizada desde 2009

Esta vacina em cultivo celular “tipo BHK” (cultivada em célula renal de hamster) foi introduzida no Programa em 2009 e utilizada previamente no Ceará, em Corumbá - MS, e posteriormente em toda a região Nordeste. De acordo com o Ministério da Saúde não foram registrados índices semelhantes de efeitos adversos graves e óbitos como na campanha deste ano. Foram adquiridas 30,9 milhões de doses do TECPAR (Instituto de Tecnologia do Paraná), que possui parceria técnica com o Laboratório BIOVET, fabricante da maioria dos lotes da vacina distribuída este ano.

A maioria das vacinas animais e humanas possui em suas formulações agentes conservantes (como, por exemplo, o thimerosal) e agentes adjuvantes, que induzem a uma melhor resposta imunitária (como o hidróxido de alumínio) e muitos imunobiológicos que podem ocasionalmente causar reações. Mas as reações observadas nos últimos dias mostraram prevalência em gatos (85,3%) e nos cães de pequeno porte (em torno de 6,5 quilos de peso), e demonstraram índices maiores do que encontrados nos últimos anos no Brasil e descritos pela literatura especializada.

Vacinação antirrábica é tradição no país

A Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica é uma das mais importantes ações do poder público envolvendo animais e humanos já que, se transmitida pelo animal, a taxa de mortalidade em humanos chega a praticamente 100%. O Brasil tem longa tradição de vacinação antirrábica e usa hoje tecnologia superior à que utilizava em campanhas passadas. Daí a surpresa no número de reações adversas na campanha deste ano.

Em busca de mais informações, a WSPA Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde, através da Coordenadoria de Vigilância das Doenças Transmitidas por Vetores e Antropozoonoses no dia 20 de agosto e até a presente data, não obteve resposta do Ministério. No mesmo dia, o Ministério da Saúde divulgou nota esclarecendo que a campanha de vacinação antirrábica animal será mantida em todo o território nacional.

Segundo o Ministério, apesar das sérias reações adversas observadas em muitos animais, não há evidências, até o momento, que justifiquem a interrupção da campanha, pois os episódios de reações e óbitos estão abaixo do relatado na literatura internacional. Para o Ministério só um grande número de notificações justificaria a suspensão da campanha em todo o território nacional. Também o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento reafirmou o monitoramento dos casos adversos na campanha que será primordial para qualquer tomada de decisão sobre a vacinação.

Fonte:© WSPA Brasil

Bom dia!


"A luz, a vida e o espírito, os maiores poderes do universo, atuam com a suavidade de uma aparente ausência"

Movimento de Defesa Animal de PE pede esclarecimentos.


Diante da gravidade de fatos envolvendo mortes e efeitos colaterais adversos, após a vacinação de cães e gatos durante a Campanha de Vacinação anti-rábica deste ano( além do Estado de São Paulo também no Rio de Janeiro) ,o Movimento de Defesa Animal de Pernambuco(MDAP) já se movimenta buscando informações da Secretaria de Saúde do Estado.

Em e-mail encaminhado, hoje, a Francisco Duarte, coordenador de Prevenção da Raiva, Leishmaniose e Pestes da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, o Movimento quer saber se a população que buscou os postos para vacinação de cães e gatos, nos últimos dias, foi avisada pela equipe de saúde de possíveis reações aos animais; se a Secretária de Saúde do Estado de Pernambuco já recebeu do Ministério da Saúde a sua cota para a Campanha de Vacinação anti-rábica deste ano?

Ainda constam no e-mail: Qual é o estoque da vacina anti-rábica da Secretaria de Saúde que é utilizada nos Centros de Vigilância Ambiental no seu dia a dia e de qual Laboratório? e, finalmente, qual o mês escolhido para a Campanha de Vacinação anti-rábica de cães e gatos no Estado de Pernambuco.

O documento conta com a assinatura de 12 Entidades de Proteção e Defesa Animal, além da editora deste Blog.

Cãozinho roubado no Cordeiro.


Hoje pela manhã um cachorrinho da raça Shih tzu, macho , aprox 1 ano, que atende pelo nome de Duque foi roubado numa rua do Cordeiro junto com um veículo Honda civic do seu tutor.
A Propríetária do animal "D. Neide" é uma senhora de 80 anos muito apegada ao bichinho , encontra-se muito abalada com a possível perda!

Mesmo que ele esteja ferido, pois os assaltantes estavam armados!
Recompensaremos !!


Contatos:
Dra. Ana Carolina Leite
Cliníca Veterinária Amor de Bicho
Tel. 3226-3467/8759-0858

A Linguagem Canina

Como os animais se comunicam.

Até, relativamente, bem pouco tempo, a linguagem foi uma das características consideradas como exclusivamente humana.Entretanto, as pessoas que gostam e convivem com animais sempre almejaram um dia compreender as suas linguagens.Em Miami, Flórida, nos EUA, nas piscinas de treinamento de golfinhos os treinadores têm até um estudio para análise dos sons emitidos por esses mamíferos aquáticos para ensaiar uma comunicação mais direta. Até em filmes de ficção já apresentaram um equipamento que traduzia as linguagens nossa para a deles e vice versa.

A melhor maneira de entender a linguagem dos animais é comparando-a com a evolução da linguagem humana.Nas crianças, a habilidade lingüística se esboça no momento em que elas arquivam algumas palavras e gestos e já começam ensaiar a comunicação de seus desejos e emoções.Psicólogos, que estudam o assunto, utilizaram alguns testes idealizados por Mc Arthur, para avaliar o QI dos chimpanzés Washoe, dos Gardner, e Sarah, de Premack. Nessa pesquisa, concluíram que o QI de um chimpanzé pode ser comparado com o de uma criança de dois anos e meio.Esses primatas conseguiram compreender a utilização de uma ferramenta para recolher alimento. Conseguiram também, diferençar formas geométricas pelo nome.

Num estudo com um papagaio, uma cientista americana, conseguiu que ele reconhecesse uma chave, brinquedo, cubo, lápis e outros objetos pelos seus nomes... e os repetisse, cada vez que lhe apresentassem esses objetos. Com a evolução, ela conseguiu que o papagaio aprendesse a reconhecer e nominar cores, contar e verbalizar o valor dos resultados
Um cão adulto consegue alcançar o nível intelectual e lingüístico de uma criança de dois anos, dada a sua capacidade de aprender mais de 120 comandos de adestramento diferentes, sendo incapaz de verbalizar, apenas, por razões anatômicas.

Fonte: Bruno Tausz

A vida realmente se resume a duas perguntas...

1 - Devo ter um cachorro?



ou....

2 - Devo ter filhos????...



Enviado por Maria Padilha

Até onde chegou a pirataria....

EM CARUARU VOCÊ ENCONTRA VÁRIOS PRODUTOS, ALGUNS PIRATAS, MAS NENHUM DELES CHAMA TANTO A ATENÇÃO QUANTO ESTE. VEJAM VOCÊS A QUE PONTO CHEGAMOS:

São Paulo suspende vacina contra raiva em cães e gatos- Jornal Eletrônico Ambiente Brasil.


A Secretaria de Estado da Saúde recomendou que todas as cidades de São Paulo suspendam imediatamente a campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva animal, na tarde desta quinta-feira (19), por tempo indeterminado.

Segundo o órgão, o número de reações adversas notificadas à Coordenadoria de Controle de Doenças está acima do observado em anos anteriores, o que pode colocar em risco a vida dos animais imunizados, na avaliação dos técnicos da secretaria.

O maior número de eventos adversos notificados é procedente dos municípios de São Paulo e Guarulhos, que têm ampla experiência na realização de campanhas de imunização de cães e gatos. Nessas duas cidades foram registrados sete casos de choque anafilático em animais vacinados, dos quais seis morreram, sendo quatro gatos e dois cães.

O órgão disse que não tem certeza se a vacina é responsável pelas mortes, mas constatou após uma necropsia que pelo menos um caso de reação anafilática foi causado pela vacina. No entanto, informou que casos de reação anafilática após vacinação são normais, até mesmo em pacientes humanos.

De acordo com a secretaria-adjunta da Saúde, Clélia Aranda, as mortes também podem ter sido causadas por envenenamento ou outras doenças.

“Não saiu nenhum laudo sobre a vacina, mas parece que houve relatos de caroço e calombo em animais no Rio de Janeiro. Ainda não podemos afirmar se a vacina será substituída, nem por quanto tempo”, informou Aranda.

Em São Paulo, das 567 reações notificadas entre os dias 16 e 17 de agosto, 38% são consideradas eventos graves, como prostração, anorexia, dificuldade respiratória, convulsões e hemorragias. Nesse período, foram imunizados 121.691 animais em toda a cidade. Em Guarulhos, que já suspendeu a vacinação, houve 40 reações adversas entre 42.860 animais vacinados entre 9 e 13 de agosto.

A maior parte das reações foram observadas em gatos e cães de pequeno porte (cerca de 6,5 kg). Somente na cidade de São Paulo, 85,3% das reações ocorreram com gatos vacinados nos dias 16 e 17.

Também foram constatados quatro óbitos, sendo dois cães e dois gatos, no interior do Estado. Nem todos os municípios paulistas iniciaram a campanha de imunização.

O Instituto Pasteur, órgão da secretaria, irá investigar os óbitos e as reações graves. A secretaria informou ao Ministério da Saúde – responsável pela compra e distribuição das vacinas aos Estados – sobre os problemas e aguarda orientações.

A vacina da campanha deste ano, produzida pelo laboratório Biovet, não é a mesma utilizada no ano passado e é considerada mais eficiente. Segundo a secretaria, é a mesma usada na rede privada.

“Não estamos tomando nossa posição sobre a vacinação no setor privado”, disse a secretária-adjunta.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde lamenta o ocorrido e solicita aos proprietários de animais que foram vacinados nos primeiros quatro dias de campanha que os observem e, caso apresentem alguns dos sintomas citados – 36 horas após a vacinação – entrem imediatamente em contato com Centro de Controle de Zoonoses para mais informações pelos telefones 0XX/11/ 3397-8900/ 8957/ 8918/ 8916.

(Fonte: James Cimino/ Folha.com)

O Gato Mágico.

Pela aprovação do Código Federal de Bem-Estar Animal.


O Código Federal de Bem-Estar Animal está tramitando em Brasília e já recebeu mais de 390 mil assinaturas! Precisamos continuar demonstrando a força das pessoas que amam e defendem os animais, pedindo urgência para a aprovação deste Projeto de Lei de autoria do Deputado Ricardo Tripoli, através do abaixo-assinado aqui.

Se você ainda não assinou, poderá fazê-lo agora e contribuir por uma nobre causa em Defesa da Vida.

Precisamos de 500 mil assinaturas!

Participe! Traga seus familiares, amigos, colegas!

Os animais não dominam nossa linguagem, não escrevem, não votam.
Nós falamos, lutamos, e temos força para defendê-los!

Pelo fim do abandono



Bélgica pode esterilizar todos os gatos até 2016

Um departamento do Governo belga propôs a esterilização de todos os gatos do país até 2016, como forma de combater o excesso de população dos animais, segundo a imprensa local.

O plano da seção de bem-estar animal do Serviço Federal de Saúde Pública deveria começar em 2011, e ser escalonado durante cinco anos, segundo o jornal La Meuse.

No início, está prevista a esterilização dos gatos dos centros de amparo aos animais, em seguida os felinos dos criadores e, por fim, os domésticos.

O objetivo é que, em 2016, todos os gatos estejam identificados, registrados e esterilizados.

Este projeto é consequência dos numerosos problemas que o excesso de gatos abandonados por seus tutores está causando no país.

Durante 2009, mais de um terço dos 37 mil gatos dos centros de apoio da Bélgica tiveram que ser sacrificados perante a impossibilidade de encontrar um lar para todos.

Só na cidade de Charleroi (200 mil habitantes) há entre 4 mil e 6 mil gatos sem lar, o que gera preocupações quanto ao sofrimento animal, além de limpeza e saúde pública, segundo fontes da Prefeitura, citadas na última semana pelo jornal Le Soir“.

Dos 589 municípios belgas, 207 têm já algum tipo de plano para promover a esterilização dos gatos a fim de lutar contra a superpopulação dos felinos.

A Gaia, uma organização de defesa dos direitos dos animais, lançou recentemente uma campanha a favor da medida.

Fonte: Terra

Enviada por Maria Padilha

Totó já tem um lar.


Tenho a imensa alegria em informá-los que o poodle que foi queimado e que mostrei aqui semana passada, está muito bem... as feridas estão sarando rapidamente e o melhor, ele conseguiu um lar. A pessoa que o salvou se apegou tanto a ele que resolveu ficar com ele.

Agora ele tem um lar cheio de amor, cuidados e proteção. Assim que ele estiver completamente sarado coloco uma foto nova para vocês. Mais uma vez agradeço de coração a todos que encaminharam e-mail fazendo a divulgação, que me enviaram um e-mail perguntando de que forma poderia ajudar e até aqueles que torceram e rezaram pra ele encontrar um lar, pois eu sei que sempre queremos ajudar mas nem sempre podemos.

Polícia capixaba cria Núcleo de Proteção aos Animais


foto: Eduardo Fachetti

O delegado José Monteiro ressaltou importância das denúncias

A partir da próxima semana, denúncias de maus tratos a animais domésticos, selvagens ou exóticos terão destino certo na Polícia Civil. A Delegacia de Meio Ambiente contará com um Núcleo de Proteção aos Animais. Com isso, o Espírito Santo passa a ser o segundo Estado do país com uma dependência específica para cuidar de denúncias desse tipo de crime. A primeira iniciativa foi de Campinas, em São Paulo, onde já existe uma Delegacia Especializada em Animais.
De acordo com o delegado de Meio Ambiente, José Monteiro, a nova estrutura vai tornar mais ágil a punição a possíveis infratores. "Como estarão centralizadas todas as informações e ocorrências locais, terei informações precisas em termos de estatítica, até mesmo para, futuramente, solicitar a criação de uma nova delegacia. Recebemos denúncias referentes a gatos, cães, mulas e cavalos. Mas temos também problema com pássaros silvestres. É cultural do brasileiro criar passarinhos, mas muitas vezes não cuidam da forma devida", comentou.

Quem maltrata ou abusa de animais está infringindo a Lei 9.605/98, que trata dos crimes de meio ambiente. A punição, nesses casos, varia de três meses a um ano de detenção. A Justiça também pode determinar o pagamento de multa, que em geral varia de um salário mínimo a até R$ 5 mil.

Sâmara Abrahão, que é membro da Sociedade Brasileira dos Animais, fez um alerta: estudos apontam que quem maltrata animais também é capaz de maltratar uma pessoa. "Um criminoso que já machucou, maltratou ou agrediu um animal com certeza é violento com um ser humano. Certamente ele já agrediu a esposa, um filho, muitas vezes pode violentar crianças. Essa conexão é comprovada", afirmou.

Fonte: Instituto Nina Rosa

Em Recife, as denúncias de maus tratos a animais podem ser feitas em qualquer unidade policial. O cidadão que quiser registrar denúncia diretamente na Delegacia de Meio Ambiente deve ligar para (81)3446-3921 ou disque denuncia (81)3421-9595

Agenda de eventos Olhar Animal.


36 eventos de adoção de cães e gatos (até 22 de agosto)

Minas Gerais

21-08-2010 Adote um Amigo - Centro - Araxá MG
21-08-2010 Amigo não se compra, se adota! - Braúnas - Contagem MG

Pará

22-08-2010 ASDEPA - Belém PA

Paraná

21-08-2010 Feira "Eu adotei um animal de rua. E você?" - Jd. Social - Curitiba PR
21-08-2010 Feira Permanente de Adoção de Animais - Centro - Campo Largo PR
22-08-2010 Evento de Adoção de Cães e Gatos - Centro Cívico - Curitiba PR

Rio de Janeiro

19-08-2010 Adotar é o Bicho! - Jacarepaguá - Rio de Janeiro RJ
21-08-2010 1° Expo Intermunicipal de Cães & Gatos - Centro - Petrópolis RJ
21-08-2010 Adote Focinho Carente - Gloria / Praia do Flamengo - Rio de Janeiro RJ
21-08-2010 - 22-08-2010 Feira de Adoção do Grupo EstimAção - Alto - Teresópolis RJ
21-08-2010 Feira de Adoções GAPA-MA Itaipava - Itaipava - Petrópolis RJ
21-08-2010 Campanha de Adoção do SOS VIDA ANIMAL - Copacabana/Bairro Peixoto - Rio de Janeiro RJ

Santa Catarina

21-08-2010 Campanha de Adoção de Animais Floripa Shopping - Monte Verde - Florianópolis SC

São Paulo

Grande SP
20-08-2010 - 22-08-2010 Loja de Adoção no Santana Parque Shopping - Santana - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção A.V.VA - Maia - Guarulhos SP
21-08-2010 Feira de Adoção Toca dos Gatinhos - Bela Vista / Consolação - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção dos Anjos dos Bichos - Alphaville - Barueri SP
21-08-2010 Feira de Doação de Cães e Gatos - Higienópolis - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção - Centro - Osasco SP
21-08-2010 - 22-08-2010 Feira de Doação de Cães e Gatos - Ipiranga - São Paulo SP
21-08-2010 - 22-08-2010 APAA Feira de Adoção de animais - Santo Amaro - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção de Animais - S. Caetano do Sul SP
21-08-2010 Feira de Doação de Cães e Gatos - Vila Mariana - São Paulo SP
21-08-2010 Feira Permanente de Adoção de Cães e Gatos da APAR - Campo Grande - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção de Cães Patinhas Online - Osasco SP
21-08-2010 Feira de Adoção DEIXE VIVER - Pinheiros - São Paulo SP
21-08-2010 Feira de Adoção de Gatos Bicho no Parque - Bela Vista - São Paulo SP

Interior
21-08-2010 Feira de Doação de Animais - Jd. Maria Augusta - Taubaté SP
21-08-2010 Feirinha de Adoção SOS Animais Abandonados - Anhangabaú - Jundiaí SP
21-08-2010 Feira Permanente de Adoção de Cães e Gatos - Satélite - S. J. dos Campos SP
21-08-2010 Feira Permanente de Adoção - Centro - Jacareí SP
21-08-2010 Feira de Adoção Permanente - Parque Industrial - S. J. dos Campos SP
21-08-2010 Projeto "Me Leva Pra Casa" - Jardim Aurélia - Campinas SP
21-08-2010 - 22-08-2010 Projeto "Adote um Amigo" IEPA - Jardim Satélite - S. J. dos Campos SP
21-08-2010 Feira de Filhotes (cães e gatos) - Jardim Sumaré - Ribeirão Preto SP
22-08-2010 Feira de Adoção AAAC - Taquaral - Campinas SP


Detalhes sobre os eventos em http://www.olharanimal.net/eventos-de-adocao

Anuncio inteligente.

Esse certamente foi um dos melhores anúncios para solteiros já editados nos EUA. Saiu no Atlanta Journal.

Feminina, solteira procura companhia masculina, aspectos étnicos sem a menor importância. Sou uma menina bem humorada que adora brincadeiras de todo tipo. Adoro longas caminhadas nos bosques, andar de caminhonete em sua companhia para acampamentos e pescarias, e/ou ficar noites inteiras, gostosas, ao ar livre, deitada com você junto a fogueiras. Jantares à luz de velas me farão comer na sua mão. Estarei na porta de entrada, a sua espera quando você chegar de um dia cansativo de trabalho, usando tão somente o que a natureza me deu... Telefone para (404) 875-6420 e chame por Annie.

Estarei lhe esperando.....




Mas de 150 homens ligaram para a Sociedade Humanitária de Atlanta/USA .

Enviado por Maria Padilha

Reflexão:


"Olhei para os animais abandonados no abrigo... os renegados da sociedade humana. Vi em seus olhos amor e esperança, medo e horror, tristeza e a certeza de terem sido traídos.

Eu me entristeci e orei: - " Deus, isso é horrível! Por que o Senhor não faz nada a respeito? " E Deus respondeu:

-"Eu fiz. Eu criei você."

Materia do Diario de Pernambuco.

Denúncia de sacrifício de animais no CVA. Situação comoveu visitantes que defendem campanhas de adoção e fim da eutanásia
Glynner Brandão // Especial para o Diario

Mesmo com a aprovação na Assembleia Legislativa de um projeto de lei que proíbe o sacrifício indiscriminado de cães e gatos nos Centros de Vigilância Ambiental (CVAs) de Pernambuco, no último dia 11 de agosto, a prática permanece disseminada. A denúncia partiu da auxiliar de veterinária Osvaldina Rodrigues, de 59 anos, do bairro. de Rio Doce, em Olinda, que adotou dois cachorros só nos últimos cinco dias.

Ela conta que foi ao CVA Recife, em Peixinhos, a pedido de um amigo, que estava à procura de um animal. "Não consegui encontrar o cachorro que ele desejava, mas fiquei sabendo que 20 filhotes de quatro cadelas seriam sacrificados até ontem, caso não fossem adotados", detalha Osvaldina. Comoveu-se e acabou saindo de lá com Vitória, um dos sete animais sem raça definida que a enfermeira, atualmente, mantém em casa, na 3ª Travessa Belo Jardim.

Integrante do Movimento de Proteção aos Animais Colina, a auxiliar de veterinária diz que lamentou ter de sair da unidade com apenas um dos filhotes. Se pudesse, teria levado os demais e os outros seis mil que foram mortos, só na capital pernambucana, em 2009. "Parece pouco, mas é uma vida que foi salva. Não vivo sem eles. São os meus melhores amigos. Gostam de mim, mesmo quando doente ou sem dinheiro", brinca. O outro animal chamada Estrada, também fêmea, foi adotada um dia depois de Vitória, no sábado. Dia em que Osvaldina voltava da casa da mãe, no bairro de Cavaleiro. Vítima de uma colisão, na BR-232, o animal poderia ter morrido caso não fosse resgatado. A fêmea acabou recebendo o nome de onde foi atropelada.

LEIA MAIS

Sites para adoção

PetPE - www.petpe.com.br. Telefone: (81) 3478 8080
Arca de Noé - www. arcadenoe-pe.ewbnode.com
Rede de adoção - www.rededeadocao.com.br
Centro de Vigilância Ambiental (CVA) do Recife - www.recife.pe.gov.br (no ícone "adote um aninal".)

Lindas imagens.

Labrador abandonado pode ser seu! Ajude!


Este Labrador de 3 anos foi abandonado na praia de Maracaípe, após o São Jõao e está sendo alimentado por restaurantes da orla!!
Está vermifugado e vacinado.

Precisa de um lar com quintal. É meigo e super tranquilo diferente da maioria dos labradores!!
DrºAna Carolina Leite
(81-3226-3467/8759-0858)

Cãezinhos encontram novo lar!

Cauã

Com alegria informo a adoção dos cães Cauã Colina e Malhado Colina, lindos SDR resgatados das garras mortíferas do CVA (carrocinha).
Cauã, adotado por família residente no Alto Santa Isabel e Malhado Colina, adotado por família residente em Aguazinha!
Felicidades Cauã e Malhado! Amamos vocês!


Malhado

Enviado por Simone Sales-Presidente doMPColina
www.mpcolina.com


LEMBREM-SE: OS ANIMAIS NÃO VOTAM! VOTE POR ELES!

Deputado informa correção da tramitação do PL 4548

Prezada Goretti,

O contratempo, causado pela lamentável troca de proposições legislativas, que deveriam merecer o requerimento, inadvertidamente apresentado por mim, está superado.

Desde 10/08/10, deixou de constar no controle da tramitação de proposições legislativas da Câmara dos Deputados qualquer menção a requerimento de minha autoria para inclusão na Ordem do Dia, envolvendo o PL 4548/98.

(Nota da redação: O referido PL 4.548/98 tem o objetivo de retirar da Lei de Crimes Ambientais o artigo 32, sobre a proteção dos animais domésticos e domesticados, sob o absurdo argumento de preservação da cultura e da tradição, já que os animais são usados em rodeios, vaquejadas, rinhas e em outras crueldades.)

Um outro requerimento, com a mesma data e numeração, passou a estar registrado, neste serviço, acessível pela Internet, mas dizendo respeito ao PLP 306/08, que regulamenta o financiamento da Saúde, nos termos da Emenda Constitucional n° 29, de 2000, que se encontra sem condições de ser votado, por falta de disposição da maioria, em que pese a carência de recursos para essa finalidade priorítária.

Como você sabe, embora não o queiramos, erros acontecem e a sua correção foi diligenciada com a prontidão, e, porque não dizer, urgência possivel. Acredito que isso é o que realmente importa, até porque em face dos meus valores e convicções, não poderia adotar outra atitude. Nestes termos, o meu posicionamento ao longo da última semana, longe de traduzir um recuo, representou para mim tão somente um imperativo de coêrencia.

Ao final desse processo, gostaria mais uma vez, de agradecer-lhe o interesse e a boa-vontade em bem informar e esclarecer aos interessados, integrados ao Movimento de Proteção e Defesa dos Animais, acerca dessa questão, ao mesmo tempo em que me ponho a disposição de vocês nas lutas, em que o sentimento de justiça e humanidade possa transpirar da forma tão presente, como vêm ocorrendo, de há muito, nesse caso.

Em face desse padrão de conduta, apresento-lhe os meu cumprimentos,

Atenciosamente,

Antonio Carlos Pannunzio
Deputado Federal

MASSACRE DE ANIMAL: PUNIÇÃO.


Punição para uma crueldade
Por: HUMBERTO TREZZI - humberto.trezzi@zerohora.com.br

A história de um massacre ganhou uma rara e exemplar punição na Justiça gaúcha. Em votação unânime, três desembargadores da 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJ) condenaram um dos autores do assassinato da cadela Preta – amarrada a um carro e arrastada até a morte em Pelotas, há cinco anos – a indenizar a comunidade por danos morais coletivos.

O acórdão estabelece que Alberto Conceição da Cunha Neto terá de pagar R$ 6 mil, revertidos como doação para o canil municipal pelotense.

A decisão é rara por dois motivos. O primeiro é que o trio de desembargadores votou da mesma forma, num consenso que não costuma ser usual. Com isso, não cabe recurso à sentença no TJ e, se quiser recorrer, o advogado de defesa do condenado deverá apelar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

A segunda excepcionalidade é que o “dano moral coletivo” reconhecido na condenação é uma novidade poucas vezes vista na história do Judiciário brasileiro. O STJ costuma negar a existência de “dano moral coletivo”.

Os desembargadores gaúchos foram na contramão dessa tendência. Cunha Neto tinha sido absolvido em primeira instância, em Pelotas, pela juíza Gabriela Irigon Pereira. Na sentença, ela considerou que o jovem já havia sido punido criminalmente, em outro processo (em 2007, foi sentenciado a um ano de detenção pelo crime, em regime aberto). Além disso, o rapaz – estudante da Universidade Católica de Pelotas – foi suspenso das aulas na faculdade, se mudou de município e teve uma parente dele agredida dentro do fórum daquela cidade, por pessoas indignadas com a morte do animal.

Os desembargadores levaram ontem 20 minutos para decidir. Numa sessão assistida apenas por três estudantes de Direito, o desembargador Armínio da Rosa lembrou que a cadela foi “desintegrada” ao ser arrastada por cinco quadras, “com pessoas assistindo”.

O desembargador José Francisco Moesch afirmou que a cadela Preta era estimada em Pelotas e sua morte, “por pura diversão”, gerou incredulidade e repulsa. A posição final veio do desembargador Genaro Baroni Borges, para quem a reparação financeira ajuda a “apagar a afronta a valores muito caros da comunidade pelotense”.

O defensor de Cunha Neto, Henrique Boabaid, não compareceu à sessão e não foi localizado por Zero Hora. Os outros dois jovens que participaram do massacre não foram processados porque se dispuseram a doar R$ 5 mil, cada, ao canil municipal de Pelotas.

A morte de Preta

Estimada e adotada informalmente por frequentadores de um bar no centro de Pelotas, a cadela vira-latas Preta foi amarrada a um Ka e arrastada por cinco quarteirões, até a morte.
O crime aconteceu em 9 de março de 2005. Os autores do massacre foram três jovens universitários. Eles disseram que o animal não parava de latir, admitiram que ataram o animal a um poste, mas negaram tê-lo arrastado de carro.
O veículo pertencia a Alberto Cunha Neto, que foi condenado ontem por danos morais.

Fifi vai fazer 21 aninhos.


Recebi este e-mail do Edmilton Vital, tutor de uma cadelinha que postamos aqui no Blog como a mais velha do Brasil. E ele mandou foto nova da fofura.

O post original você le aqui

Olá Goretti,

Sou Edmilton, leal amigo, irmão e protetor da Fifi. Gostaria de agradecer a publicação da Reportagem no blog de vocês. E fiquei muito entusiasmado ao ler no blog que: "Enquanto não amarmos um animal, uma parte de nossa Alma permanecerá adormecida ". Concordo plenamente.
Informo que a Fifi continua viva, e se chegarmos até dezembro, ela estará completando 21 anos.
Autorizo a publicação deste email em sua integralidade caso queiram inserir no site.
Fico a disposição para conversamos.

abs

Edmilton Vital

SOS PEQUENOS INOCENTES !

Enquanto a Lei contra eutanasia nao entra em vigor, temos que agir.

Filhotes na fila da morte.

CVA tem vário filhotes para serem sacrificados.

Quem puder resgatá-los faça urgente pois, o tempo é curto.


ACESSE ESTE ENDEREÇO :

http://www.recife.pe.gov.br/noticias/arquivos/2842.pdf

Os números da morte!

Os absurdos números do Centro de Vigilância Ambiental (CVA) do Recife
Fonte: Diario de Pernambuco


- Por mês, em média 300 animais (cães e gatos) recolhidos da rua ou abandonados pelos donos chegam à unidade

- Em 2009, quase seis mil bichos foram sacrificados

- De janeiro até o último dia 30, 196 cachorros e 1 gato foram adotados e apenas 90 animais foram resgatados pelos proprietários

Sites para adoção:

PetPE - www.petpe.com.br Fones: (81) 3478-8080

Arca de Noé - http://arcadenoe-pe.webnode.com

Rede de Adoção - www.rededeadocao.com.br

Centro de Vigilância Ambiental (CVA) do Recife - www.recife.pe.gov.br (ícone "adote um animal")

Fontes: CVA Recife e Movimento de Defesa dos Animais de Pernambuco

Quem cuida deste cãozinho?

Como alguem que é considerado "ser humano" é capaz de atos assim?

Recebi este apelo e transcrevo aqui:



"ontem quando estava chegando em casa vi de longe um cachorrinho e perguntei para uma rapaz da rua que ia passando de quem era e ele falou o nome de uma vizinha e quando fui chegando perto, o bichinho estava todo ferido na parte de cima, fiquei agoniada, ele tão meigo e brincalhão começou a pular em cima de mim e me acompanhou até a casa dela. Essa minha vizinha encontrou esse cachorrinho que hoje ela chama de Totó embaixo de uma caminhonete gemendo de dor mas ela não sabia a causa e como ela gosta muito de animais e já tem 06 cachorrinhos, pagou um menino para pegá-lo e levar na casa dela, chegando lá ela disse que se espantou pelos ferimentos de queimadura que ele estava e pelo mau cheiro. Ela mesma tratou dele, dando- lhe um banho e cuidando dos ferimentos mas infelizmente ela não pode ficar com ele e nem colocá-lo dentro de casa por causa dos outros cachorrinhos dela, então ela improvisou uma pedaço de madeira para que ele não fique na chuva, o alimenta e dá o medicamento direitinho mas ele não está tendo o carinho que merece no estado em que se encontra. Totó não deve ter mais que um ano, mestiço de poodle, é de porte pequeno/médio, pelo visto não cresce mais, eu irei vermífuga-lo essa semana e assim que as feridas estiverem saradas irei levá-lo a veterinária para dar-lhe as vacinas mas minha preocupação é que ele está na rua e essa criaturinha já sofreu tanto, como uma pessoa pode fazer isso com um ser tão inofensivo, jogar água fervendo no bichinho. Quero encontrar uma pessoa que queira realmente um animalzinho para amá-lo e cuidar dele com muito carinho depois de tudo que ele já passou.

Quem se interessar, como eu já havia dito eu vou vermifugar, dar as vacinas e se for o caso castrar, por favor divulguem para que o Totó tenha um lar amoroso como ele merece.



Quando ele estiver saradinho e bem cuidado vai ficar muito bonito.

Andreza- 3452.6511 (trab.) / 88135815 / 3481.4995 (casa)

Senado também aprova projeto de lei sobre cães e gatos que vivem nas ruas!

Cães abandonados nas ruas vivem em péssimas condições, com fome, com doenças, com sofrimento e expostos ao frio e à chuva.
© WSPA


Após oito anos tramitando no Congresso, foi aprovado ontem no Senado o projeto de lei que cria a política nacional de controle de natalidade de animais errantes por meio de esterilização, vetando definitivamente a prática da execução de animais saudáveis em centros de zoonoses.

A matéria, de autoria do deputado Affonso Camargo (PSDB/PR), recebeu uma emenda do senador Sérgio Zambiasi (PTB/RS), que amplia as possibilidades de métodos de esterilização de cães e gatos. O projeto retorna agora à Câmara para análise da emenda que recebeu no Senado, simultaneamente nas comissões interessadas. Caso não sofra novas modificações, o PLC 4/2005 seguirá à sanção presidencial para se tornar lei.

Realidade atual no Brasil

Apesar da execução de animais saudáveis ser inconstitucional, a prática em centros de zoonoses é uma realidade, com formas que variam entre injeção letal e câmaras de gás, havendo registros de choque elétrico em locais mais precários.

Fazendo as contas desse método adotado hoje no país, enquanto um animal é capturado pelas carrocinhas e recolhido para execução, dezenas de descendentes daquele mesmo animal continuam a nascer em progressão geométrica, perenizando o ciclo de sofrimento, abandono, fome e maus-tratos. E como a taxa de natalidade é comprovadamente maior que a taxa de eliminação, essa política governamental revela-se, ainda, mais onerosa para os cofres públicos em longo prazo.

Além de um problema humanitário, trata-se de um grave problema sanitário. Não vacinados, podem transmitir zoonoses e, quando morrem, suas carcaças são depositadas em qualquer lugar como aterros, terrenos baldios ou áreas de proteção ambiental, tornando-se focos de diversas doenças e poluentes de lençóis freáticos.

Vitoria dos animais em PE

Foi aprovado esta manhã o Projeto de Lei que acaba com a prática de eutanásia de animais, em Pernambuco. O PL, de autoria do deputado André Campos, foi aprovado em segunda discursão, por unanimidade, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

O projeto estava em tramitação desde março na casa. Agora, para que a nova legislação seja posta em prática depende apenas da sanção do governador Eduardo Campos. A notícia foi comemorada pelos representantes das entidades de defesa dos animais, que acompanharam a votação hoje pela manhã.

Notinha no Diario de Pernambuco

Coluna Diario Urbano
Luce Pereira


Confiantes //

Vai a votação no plenário da Alepe, às 10h, PL que proibe a prática indiscriminada de eutanásia em animais, considerada pelas entidades de defesa deles como extermínio dos mais cruéis. Se aprovado, o PL segue para apreciação do governador Eduardo Campos, mas os militantes que se mobilizam para ir à Assembléia nem pensam em sair de lá com as orelhas murchas.

PROJETO QUE PÕE FIM A AUTANASIA EM PE VAI SER VOTADO AMANHÃ NA ALEPE!

Chegou o grande dia!


Nesta quarta-feira(11) às 10 horas, estará sendo votado no Plenario da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o Projeto de Lei 1521/2010 do Deputado André Campos que, se aprovado e implementado, colocará um ponto final na prática de eutanásias indiscriminadas, também denominadas de extermínio e "fábrica de sabão", no Estado.

O projeto foi apresentado em março pelo deputado Andre Campos e na justificativa do projeto o deputado afirmou que a proposta foi uma maneira encontrada para vedar o extermínio dos cães e gatos de ruas. Atualmente, o Centro de Vigilância Ambiental (CVA) do Recife e outros centros de zoonoses no estado atuam com base no 6º Informe da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 1973, que é considerado ultrapassado pelos defensores que defendem que a norma válida é o oitavo e último informe de 1992, que conclui que o método de captura e sacrifício de animais de rua é caro e ineficaz.

No Recife, cerca de 200 animais são eutanasiados por mês. O PL 1521 também prevê o desenvolvimento de um programa integral, com identificação dos animais, esterilização cirúrgica e adoção

Todos os Protetores e Defensores de Animais estão convocados a comparecer à ALEPE, dando o seu apoio e mostrando aos ilustres parlamentares a força do Movimento de Defesa Animal e a expectativa desta aprovação para posterior sanção do Governador.

Confirme presença pelo email : dogmidia@terra.com.br

Deputado esclarece tramitação de PL em Brasilia.

Na semana passada publicamos um alerta de que os animais domésticos e domesticados podem perder a proteção prevista na lei federal 9.605 uma vez que um Projeto de Lei que estava para ser votado, na Câmara dos Deputados, retira esses animais do abrigo da Lei.

O referido PL 4.548/98 tem o objetivo de retirar da Lei de Crimes Ambientais o artigo 32, sobre a proteção dos animais domésticos e domesticados, sob o absurdo argumento de preservação da cultura e da tradição, já que os animais são usados em rodeios, vaquejadas, rinhas e em outras crueldades.

No entanto, recebemos e-mail do deputado Antonio Carlos Panuzzio( PSDB-SP) explicando que ,por um equivoco, solicitou, através de um requerimento da sua autoria, a inclusão da materia para votação, quando o foco era outro assunto da área de saúde.

Alertado pelos Protetores e Defensores, o PL nao chegou a entrar na pauta do dia, uma vez que o Deputado enviou outro requerimento, defazendo o anterior. Neste e-mail nos enviado, ele explica o ocorrido,justificando a sua posição em favor dos animais e informando que, infelizmente, o assunto pode retornar à ordem do dia, em qualquer outra época, uma vez que o projeto original não pode mais ser arquivado por ja ter obtido aprovação nas Comissões.

Pelo menos ganhamos tempo e os animais agradecem!



Prezada Goretti,

A título de informação suplementar à nossa resposta anterior, cabe-nos registrar em relação a suas novas indagações que:

a) Lamentavelmente, depois de passar pelo crivo de todas as Comissões Temáticas para as quais foi distribuída, esta matéria continua sim em tramitação, por tempo indefinido, vez que não se sujeita mais a arquivamento.

b) A retirada do meu requerimento procura apenas desfazer um engano, já que não era este, desde o ínício, o encaminhamento que eu pretendia dar a matéria, conforme ficou claro em meu posicionamento, firmado para resposta aos interessados, desde 08 de julho passado.

c) Quando apresentei esse requerimento, quase um mês depois, volto a repetir, por mero equívoco, foi no intuito de solicitar a inclusão na Ordem do Dia de outra matéria. Porém, independente do que inadvertidamente aconteceu e do que se possa imaginar, a simples apresentação isolada de requerimento por parlamentar não produz o efeito de um atendimento imediato de sua postulação, já que isto fica subordido à decisão da Presidência da Casa, na maioria das vezes ouvido o Colégio de Líderes.

d) Evidentemente, vocês não têm e nem poderiam ter a exata noção de como esse processo funciona, razão pela qual se justifica a preocupação de vocês e todo o movimento que daí adveio - e que - convém frisar - já existia antes.

e) Contudo, no que me diz respeito estou procedendo de acordo com minhas convicções e consciência, ao retirar (por substituição) o requerimento, simplemente porque o contato do Fórum permitiu-nos no meio de tantas providências a tomar, diariamente, em meu Gabinete, identificar rapidamente essa falha, que estou corrigindo e cujo resultado fará com que ele deixe de constar da tramitação do PL 4548/2008, tão-somente dentro de alguns dias.

f) Porém, você acerta ao supor que esta minha iniciativa - por compromisso com verdade e com aquilo em que acredito, e não por recuo, como alguns precipitadamente poderão pensar - terá dificuldade de impedir que, em algum dia - não sei precisar se daqui a alguns ou muitos meses meses, um ou vários anos - , esta matéria volte a constar da pauta.

g) E nesse sentido, a pressão de vocês, exercida legítima e democraticamente, deve cumprir o seu papel de senão conseguir evitar que isso aconteça, pelo menos adiar, até o ponto de se definir qual a melhor estratégia de apreciação e deliberação.

h) Alías, vale esclarecer que estão em jogo, num único conjunto, não somente este projeto de lei (PL 4548/2008), mas também o PL 4602/2008, a este anexado, que trata de outras questões ambientais e que inclusive pode por um pedido de inversão, no momento da apreciação, ser aprovada na frente da prioridade natural e assim prejudicar a outra.

Todos esses detalhes e contornos da questão justificam o extremo cuidado e a relevância de não utilizar, como já afirmava antes, de nenhum açodamento no trato dessa questão, para verificar o que vale a pena, afinal de contas, empenhar-se para aprovar ou rejeitar.

De qualquer modo, acreditem que vocês têm, tiveram e terão sempre, em mim, enquanto estiver na Câmara dos Deputados, um aliado nessa causa. Que a respeito disso não paire qualquer dúvida!

Afinal, aproveito para encaminhar cópia deste também a Secretaria Geral do Forum de Defesa e Proteção Animal, já que a Sra. Angela Caruso, com quem mantivemos contato, trouxe a minha equipe dúvidas de igual teor.

Antonio Carlos Pannunzio
Deputado federal

Quem resiste a esta galega de olhos verdes?

Recebi um e-mail para divulgar essa cadelinha chamada Galega que foi abandonada. Ela foi bater na porta da clínica de Doutora Teresinha pedindo um cantinho para ficar.
É muito doce, se dá bem com outros animais e é muito brincalhona. Quem adotá-la vai recebê-la vacinada e vermifugada.
Ela tem aproximadamente 2 anos, vai ficar de porte médio e está bem de saúde.

E entao? não perca tempo. Leve esta galega para casa e seja muito feliz.



Clínica Pet Uau
Rua Joana Araújo, 114 Piedade / Jaboatão dos Guararapes
fone: 33616079- Dra.Terezinha
petuau@yahoo.com.br

MPColina precisa de ajuda!

Em benefício do cães que vivem no abrigo do MPColina, rifa-se com as três finais do 1º prêmio da Loteria Federal, a extrair-se no dia 25/09/2010 01 (um) lindo relógio a quartz suíço, original e novo, com cronógrafo e marcador de data, resistente à água e choque. O modelo é o “Blue Signs”, referencia YRS402G da linha Retrograde, top de linha da Swatch. A caixa da peça é feita em aço cirúrgico polido e cristal mineral, resistente a arranhões. Os ponteiros são azuis e o mostrador é creme A pulseira é feita com uma bela combinação de aço cirúrgico polido e escovado. O preço de varejo deste modelo nas lojas da Swatch e revendedores autorizados no Brasil é de R$990,00. O relógio tem 2 anos de garantia internacional da Swatch, contados a partir do dia 12/07/2010.

Trata-se de um atrativo modelo para homens e mulheres.
http://www.bablas.co.uk/swatch-retrograde-watch-blue-signs-yrs402g-p-2217.html

Valor do bilhete da rifa: R$2,00

Os amigos/as interessados em adquirir bilhetes ou ajudar na venda de talões devem contatar com Simone Sales: mpcolina21@terra.com.br
Fone: 9680.2111.

www.mpcolina.com

Uma babá muito engraçada!

Maravilhosooooooooooooooooo
video

Boa Noite e bom FDS!


Se você tem cérebro e sapatos nos pés, e o caminho não for agradável, vá por outro que julgar melhor. (Theodor Seuss Geisel)

Descriminalização de crueldades

ATENÇÃO:Animais domésticos e domesticados podem perder a proteção prevista na lei federal 9.605

(da Redação da ANDA)

Cães, gatos, coelhos, cavalos, pássaros, bois, galinhas, cabras, porcos, ovelhas e tantos outros animais podem perder a proteção prevista na lei federal 9.605 (Lei de Crimes Ambientais). Se a realidade deles é triste, muitas vezes trágica, pode ficar pior. Um projeto de lei que está para ser votado, nos próximos dias, na Câmara dos Deputados retira esses animais do abrigo da Lei.

Assim que a lei 9.605 foi aprovada, em fevereiro de 1998, o ex-deputado Thomás Nonô, atualmente filiado ao DEM de Alagoas, protocolou o projeto de lei 4.548/98, com o objetivo de retirar da Lei de Crimes Ambientais a proteção dos animais domésticos e domesticados. Sob o absurdo argumento de preservação da cultura, da tradição, já que os animais são usados em rodeios, vaquejadas, rinhas e em outras crueldades.

O artigo 32, que o PL do ex-deputado quer retirar, diz que é crime “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

Se com a proteção da lei os animais já são vítimas de explorações, maldades, sem ela não teremos forma legal de penalizar as crueldades cometidas contra eles.

É necessário que os ativistas e todas as pessoas que amam animais se mobilizem. Não podemos aceitar que crueldades cometidas em atividades como vaquejadas, rinhas e tantas outras formas de tortura não sejam mais tipificadas como crime. É fundamental que promovamos uma ampla mobilização para que as deputadas e deputados ouçam as vozes da sociedade.

Escreva para os deputados pedindo a REJEIÇÃO DO projeto de lei 4.548/98, que retira da Lei de Crimes Ambientais a proteção dos animais domésticos e domesticados


veja a relação completa dos deputados no link

http://www.anda.jor.br/?p=78956

Beneficios em se adotar um animal adulto:

Adotando um animal adulto você já conhece o seu temperamento, seu tamanho, eles não roem móveis, geralmente sabem fazer as necessidades no local certo, são mais calmos, não costumam latir quando ficam sozinhos em casa, além de serem eternamente gratos por terem sido adotados e se tonam o seu amigo mais fiel e companheiro. E em troca só querem amor e cuidados!


Lembre-se!!

O animal adulto também é muito amoroso, alegre e adora brincar! Adotando um animal adulto sua vida será muito mais animada, pois terá um companheiro fiel que trará muita alegria a sua família, sem ter que enfrentar o xixi fora do lugar ou móveis roídos de um filhote.

Pense nisso!!!

Gatinhos vão para o sacrificio no CVA- Ajude a evitar!

Recebi este apelo de uma amiga e publico na esperança de encontrarmos uma solução:

"Quero lhe pedir ajuda para uma situação que requer uma certa urgência: o meu vizinho da casa em frente ao meu prédio vai abandonar o imovel e pretende charmar o CVC para que recolham os nove gatos que tem na casa. Ele sairá de lá no dia 30 deste mes.
Tentei fazer uma adaptação do Zeus, que já tem nove anos, com os bichanos. Ele só aceitou um deles. o mais novinho, que é muito manso, mas se deu supermal com os demais, portanto, não tenho como acolhe-los, pois como o Zeus tá cheio de problemas - artrite, entre elas - ele fica em pânico quando os gatinhos partem pra cima. Seria uma sacanagem com ele deixá-lo em casa sozinho sentindo medo. Não houve acordo na adaptação entre eles e os demais gatos.

Você conhece alguma instituição que pudesse abrigar esses bichos ? Caso haja alguma instituição que eu possa levar, me disponho a adotar e bancar os custeios com comida, saúde, dos animais mensalmente".


Dani- (81)9955.3214
dbromani@gmail.com

Filhotinhas abandonadas.


Recebi um email com este triste relato:


"Minha amiga Conceição estava indo para Porto de Galinhas e
viu quando um garoto deixou uma caixa de papelão amarrada
com um cordão, no meio da estrada.
Ela pediu para a irmã parar o carro e foi ver o conteúdo da
Caixa. Pasmem !!! eram essas 2 cadelinhas de mais ou menos 2
meses, que foram colocadas numa BR, sem chance de sobreviver.
Ela as trouxe para casa, no bairro de Boa Viagem, mas não pode
criá-las porque já tem animais.
Por favor, me ajudem enviando esse e-mail para o máximo de
Pessoas, para alguém adotar esse milagre.
Obrigada, celinhamiranda@terra.com.br

Conceição – (81) 34667962 81118559 96997609

Ajude a castrar um animal.

Os abrigos de cães e gatos vivem lotados, portanto, não devemos acrescentar outros animais a ambientes tristes e insalubres. Retirar um animal da rua e colocá-lo num abrigo não significa que estamos efetivamente resolvendo o seu problema. Também não podemos ser tão egoístas a ponto de sobrecarregar quem já tem muitos animais em nome de uma piedade que é esquecida tão logo o animal é deixado num lugar seguro. Muitos abrigos estão hoje superlotados de cães e gatos que foram resgatados por pessoas piedosas que se comprometeram a colaborar, mas nunca mais tiveram a decência de voltar.

Não pode adotar, mas quer colaborar? Ajude a castrar.
Castrando apenas um animal, você estará evitando o sofrimento de milhares de outros que nascerão para viver como mendigos pelas ruas.

O custo de uma castração para protetores, no Hospital Harmonia, varia de R$ 35,00 ( macho) a R$ 50,00 (fêmea)


http://www.rededeadocao.com.br/
http://arcadenoe-pe.webnode.com/
http://www.adotebicho.com.br/
http://caesegatosdorecife.blogspot.com

Grandes, perigosos e amorosos amigos..

Este parece ser o segredo da sobrevivência na selva. Só se aproximar dos animais perigosos quando eles não estiverem famintos, como é provável que tenha acontecido com esse Bambi, que acabou nas garras dos leopardos, cansados de uma caça anterior. O fotógrafo Michel Denis-Huot, que conseguiu estas imagens surpreendentes durante safari em Masai Mara, no Quênia , disse ao Daily Mail ( http://www.dailymail.couk/.) que ficou surpreso com o que viu. "Estes três irmãos foram viver juntos, desde que deixaram sua mãe, com 18 meses de idade", disse ele. "Pela manhã, eles não pareciam estar com fome e apenas caminhavam juntos."

E O bambi chegou para fazer companhia. Que gracinha não???

Bem treinado.

video

Malhado tem novo lar.


Comemoramos a adoção de mais um cãozinho do sitio Coluna, o "Malhado" Colina, à família do Sr. Raimundo S., residente em Aguazinha.Quem conta a estoria é Simone Sales:

"Malhado Colina é um jovem e belo mestiço de poodle resgatado das garras da morte no CVA (carrocinha) financiada por meio do pagamento de nossos impostos.
Com a adoção Malhado Colina passa a ser um cachorro de família, a ter uma condição honrada pela guarda do Sr. Raimundo, tornando-se um ser querido , um cachorro cidadão!

Felicidades Malhado! Amamos você e todos que representa!

E se os animais não votam! Vote por eles!

Simone Sales-Presidente do MPColina
www.mpcolina.com

Animais ganham vida nova


Publicado em 01.08.2010

Bichinhos que poderiam ser sacrificados voltam a se locomover com a ajuda de órteses adequadas, como cadeiras de rodas


Jacques Waller
jwaller@jc.com.br


A motorista Fátima Branco, 45, passeia nas ruas de Boa Viagem com seu cãozinho Raj, um poodle de sete anos. Seria uma cena comum, se não fosse por um pequeno acessório atado ao dorso do bichinho: uma cadeira de rodas. Há pouco mais de um mês, Raj não podia andar, devido a um grave problema na coluna. Agora, com a ajuda de uma órtese canina, um par de rodinhas ligado a uma cinta, ele pode andar e ter uma vida quase sem limitações. Este tipo de recurso começa a ser oferecido em clínicas veterinárias do Recife e, segundo especialistas, podem ser a diferença entre uma vida saudável e o sacrifício do animal.

Leia mais

Não à Cavalgada em SC.


Na cidade de Nova Trento, interior de Santa Catarina, ocorre anualmente a Cavalgada nos Caminhos de Santa Paulina. É mais uma "festividade" que submete animais a situações degradantes e que resultam até na morte dos cavalos.

O evento vem sendo contestado pela população e, segundo relatos, tem incomodado inclusive à Igreja Católica, pois é realizado como "homenagem" à Santa Paulina.

A Cidasc, órgão ligado ao governo catarinense, está em vias de não permitir a realização do evento este ano.

Veja informações no blog do jornalista Raul Sartori:

Não à cavalgada - http://www.raulsartori.com.br/?p=823

Manifeste seu apoio a esta medida! Peça a proibição da cavalgada!
Envie mensagem para

(copie e cole): itajai@cidasc.sc.gov.br,seger@cidasc.sc.gov.br,12bpm3c3p3g@pm.sc.gov.br,pmacmt@pm.sc.gov.br,pmacmt@pm.sc.gov.br,pmap1ch@pm.sc.gov.br,giovanit@pc.sc.gov.br,drpbrusque@pc.sc.gov.br

Com cópia para
(copie e cole): sartori@matrix.com.br,otrentino@otrentino.com.br,cnbbsul4@cnbbsul4.org.br,cnbbsul4@gmail.com,redacao@diario.com.br,central@diario.com.br,fabiano.melato@diario.com.br

Veja abaixo a mensagem enviada pelo Instituto Nina Rosa e, se desejar, use-a como modelo.

Excelências,

Demonstrações de fé às custas do sofrimento alheio não é algo com o que se possa compactuar. É o que ocorre ao se promover, participar ou permitir o martírio e morte de cavalos na Cavalgada nos Caminhos de Santa Paulina, em Nova Trento, que em 2009 reuniu cerca de 5.000 destes animais, segundo informações da imprensa. Associar esta atrocidade à imagem de Amábile Lúcia Visintainer, muito ao contrário de uma homenagem, é uma afronta a sua memória e dissemina valores que nada tem a ver com a bondade e o amor que são os símbolos da vida de Santa Paulina.

Ainda que não houvesse a morte dos animais, como as que ocorreram no ano passado, o sofrimento que lhes é provocado por esta "cavalgada" de várias horas já bastaria para que esta prática fosse banida. Os relatos são de cavalos extenuados por percorrerem longas distâncias sem comida e água e puxando pesadas carroças lotadas por homens "aparentando sinais visíveis de embriaguês".

Solicitamos às autoridades da Cidasc e da Polícia Civil e Militar que não permitam a realização deste dantesco "espetáculo", cujas práticas ferem frontalmente a legislação vigente (artigo 32 da Lei Federal de Crimes Ambientais 9605/98).

Que interesses econômicos e políticos não se sobreponham a valores fundamentais, como o da compaixão ensinada por Santa Paulina. Que a fé seja manifestada com exemplos de bondade e respeito à vida, e não submetendo-se animais à tortura.

Solicitamos providências de VV. Ex.as no sentido de coibir tais práticas.

Instituto Nina Rosa - projetos por amor à vida
Organização independente sem fins lucrativos
www.institutoninarosa.org.br
Fone/fax: (11) 3868-4434 / 3868-4273
 
DOG MIDIA © 2011 | Designed by Agência Wai!