Aprovado Estatuto do MDA- Movimento de Defesa Animal de Pernambuco

Hoje foi realizada a  Assembleia para aprovação do   Estatuto do Movimento de Defesa Animal de Pernambuco para constituição da Pessoa Jurídica do MDA.

Agora só falta encaminhar o estatuto para  cartorio e o lançamento oficial da nova instituição de Defesa Animal já está marcado para o dia 17 de agosto, com uma grande festa a ser amplamente divulgada.
O MDA não é abrigo e nem recolhe animais.

São Metas do MDA aprovadas na Assembleia de hoje:


Políticas públicas

O MDA/PE é um colegiado, ou seja, um grupo de pessoas, cujas ações e opiniões tem mesmo peso e valor, não havendo hierarquia, ou individualidade, e sim, a democracia para a tomada de decisões.

Este colegiado tem como objetivo específico o bem estar animal. Acima de qualquer outro aspecto, o compromisso é trabalhar com um objetivo muito bem definido, a mudança da aplicabilidade das políticas públicas objetivando sempre o bem estar animal.

O MDA/PE é apartidário, não faz coligações com partidos políticos ou órgãos públicos.

As ações que serão feitas em PARCERIA com órgãos públicos serão com a finalidade de modificar, fiscalizar as situações e ocorrências que não respeitam a legalidade e o bem estar animal. Não significando que exista conivência,eufemismo, parcialidade, negligência por parte do colegiado que terá como objetivo principal sempre O BEM ESTAR ANIMAL.

Ocorre que, para que sejamos eficazes no combate a negligência do poder público teremos que estar em contato com os responsáveis por legislar, gerir e executar as ações, não os veremos como inimigos, ou amigos, mas como ferramenta para alcançar o nosso maior objetivo, o bem estar animal, fazendo com que haja leis, fazendo com que sejam cumpridas e cobrando dos poderes públicos a sua responsabilidade na gerência da questão animal.

Dentro das nossas metas está a união dos grupos de protetores/defensores de animais, uma rede de troca de informações e recursos para encorpar o movimento. Uma grande quantidade de pessoas mobilizadas e trabalhando com um mesmo objetivo possibilita uma maior eficácia e expressa para a sociedade que há uma grande parcela de pessoas que se preocupa em proteger e chamar para si a responsabilidade social que cabe a todos, fazendo valer a velha máxima “A união faz a força”.

Devemos pregar antes de tudo a não segregação das correntes de proteção animal, a aceitação das diferenças de opiniões e sobretudo o consenso. Devemos exercitar a tolerância quanto às questões que podem divergir entre as linhas de pensamento dos diversos grupos envolvidos na causa animal, abandonando as questões individuais e abraçando com todo empenho o objetivo comum a todos que amam e tem a consciência da necessidade de atuação da sociedade civil no quadro atual da nossa região, que é de descaso e abandono por parte daqueles que teoricamente tem o dever legal de tutelar e assistir todos os animais que estão nas ruas.

Há muito o que se fazer, nunca foi e não será fácil resolver problemas que estão presentes desde os tempos mais remotos. Mas quem está nesta causa há muito tempo sabe que nada é fácil, e que o importante é não desistir, pois podemos, devemos e temos a obrigação de salvar muitas vidas e melhorar as condições de tantas outras.

As palavras-chave são união, comprometimento e amor. Vamos iniciar com elas um novo tempo na cidade do Recife e no estado de Pernambuco.

4 comentários:

  1. Bom saber que foi aprovado! Parabéns! XD

  1. Goretti Queiroz disse...:

    Obrigada, Wagner, valeu pelo apoio :)

  1. Bom dia quero saber como faço para criar o estatuto em defesa dos animais em Manaus, temos muitos animais abandonados e o meio politico fazem pouco caso por favor nos ajudem eu e mais 3 amigas estamos correndo atrás.
    meu e-mail para contato é: antoniafernandes13@gmail.com, desde já agradeço.

  1. Goretti Queiroz disse...:

    antonia, aguarde contato via e-mail

    abs e boa sorte!!

Postar um comentário

 
DOG MIDIA © 2011 | Designed by Agência Wai!